Pages

terça-feira, 21 de abril de 2009

Dia Perfeito # 5

Hoje minha filha está na casa da avó. Enquanto ela é devidamente mimada e tem todas as suas vontades satisfeitas, meu marido e eu vamos dar nossos bordejos...
Bordejo normalmente significa algum grau de pé-na-jaca especialmente para uma apreciadora da alta, baixa e média gastronomia como eu. É um problema: tudo me apetece. Eu queria ser o tipo que morre de nojo de boteco, mas não consigo. Salivo só de pensar nas besteiras: provolone a milanesa babando no óleo, batata frita, mandioca frita, qualquer-coisa frita, pizza.
E como é que estas coisas cabem nos meus 30 dias perfeitos? Com muita moderação e planejamento.
Sabendo que íamos sair hoje, mesmo sem saber exatamente pra onde, economizei as notas ao máximo durante o dia, para poder consumir algumas bobagens calóricas e 2 chopes.

O que comi hoje:

Café da manhã: 1 ovo frito sem óleo + café + adoçante. Valor: 25 notas.
Lanche da manhã: 1 maçã. Valor: 25 notas.
Almoço: Salada + 1 pedaço de peixe grelhado. Valor: 50 notas.
Lanche da tarde: 1 pão de queijo + café. Valor: 45 notas.
Jantar: 4 bolinhos de bacalhau + 1/2 porção de salsichão + 2 chopes. Valor: 300 notas

Total: 445 notas.
Incrível, não?
Atividade física: 45 minutos de caminhada/corrida.

Café da manhã

Almoço

Só pra constar, eu tirei todo o queijo e os croutons da salada, viu?

Jantar

Só pra constar, não comi tudo, viu? Minha parte é o que listei lá em cima....



2 comentários:

Valtoni disse...

Cara amiga, eu estava com receio de lhe fazer uma pergunta gastronômica durante seus 30 dias perfeitos, mas percebi que você não se abstém de falar de qualquer tipo de comida. Então, aqui vai: você sabe onde se podem comer crepes como aqueles da finada Família Busca-Crepe? Há já alguns anos que estou com saudades do "framboesas flambadas".

Kelly disse...

Xi, Valtoni.... não sei não! Tenho pensado no Família Busca Crepe também, mas lembrando daquelas taças gigantescas de sorvete! Rapaz.... Você já foi no Que Pankeka (acho que é assim que escreve). Tem jeitão de ser parecido, mas eu nunca fui.