Pages

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Crime do Masp - um comentário inútil

Quem assistiu Onze Homens e um Segredo e não saiu do cinema com vontade de assaltar um cassino? Hein? Aquele plano brilhante, a execução perfeita, o trabalho em equipe, a esperteza, o charme. Daí, você chacoalha a cabeça e se lembra de que os caras são bandidos. Tão bandidos quanto aquele pé-de-chinelo-banguela-semi-analfabeto-que-rouba-celular-e-se-acha-muito-esperto. Mas, imagine que os Onze Homens tivessem sido presos. E que tivessem ficado na mesma cela do tal pé-de-chinelo. O moleque olhando para os Onze, os olhinhos brilhando de admiração, pedindo para saber como foi o plano, quem fez o que, como bolaram o plano? E os Onze olham pro moleque e respondem: "Você não entenderia. ". E é verdade, o pé-de-chinelo não ia entender nunca. E ele continua olhando para os Onze, deslumbrado.
Agora imagine o pé-de-chinelo de novo só que agora na mesma cela dos assaltantes do Masp. Quando fica sabendo que eles assaltaram o maior museu da América Latina, ele olha para os caras, os olhinhos brilhando de admiração, pedindo para saber como foi o plano, quem fez o que, como bolaram o plano? E eles respondem: "Ah, abrimos a porta com um macaco hidráulico, tiramos os quadros da parede, enfiamos debaixo do braço e saímos andando.". Anti-clímax total.

2 comentários:

Bi@ disse...

Com certeza que viajar é gostoso...!
hehe

Anônimo disse...

Aprendi muito